F.C. Outras Frequencias

segunda-feira, 18 de junho de 2007

OUTRAS FREQUÊNCIAS

Outras Freqüências.”.. Não consegui imaginar outro nome mais adequado para nosso fã clube. Era o que vinha na minha cabeça. Salvador, Bahia, Brasil – terra do axé, da predominante cultura afro, do Carnaval, do batuque, da tradição religiosa do Senhor do Bonfim, dentre outras. Mas foi aonde nossos corações pulsaram em “outras freqüências” no dia 02/dez/2006, na Concha Acústica, ao som pop-rock-acústico dos Engenheiros do Hawaii. A terra do axé “vibrou em OUTRAS FREQUENCIAS”. Claro, nenhum nome, na Bahia, se adequaria melhor.

Os engenheiros? Sim, eles eram o pretexto perfeito para nos reunirmos. Criou-se ali, naquele show especial, um laço afetivo entre nós – fãs (baianos, sergipanos, cearenses, etc). No nordeste, há uma lição para o resto do Brasil: nosso calor é humano, mais que o das brasas de um Sol escaldante descritas na literatura de Euclides da Cunha (Os Sertões). Todos são bem vindos. Eu, sergipano de Aracaju, me senti mais baiano do que nunca, sem trair meu lugar de origem, meu amado Sergipe, minha linda Aracaju. Nessas horas, me vem na mente um desejo de Humberto, escrito em 1989 e revisto em 1993: “E que os muros (e as grades) caiam”.

Catástrofes naturais à parte, não é que o vento “minuano” começou a soprar na Bahia? Apenas cinco meses depois, nós, reunidos outra vez, dessa vez de forma mais coesa e organizada, no FTC. Era 19/maio/2007, dia inesquecível. Lembro de cada detalhe, de cada sorriso. Sim, sorriso. O Brasil está em crise, e nós estamos sorrindo – não da desgraça, mas porque ao som dos engenheiros nós aprendermos a tirar calor da frieza dos outros, alegria da miserabilidade que nos cerca. Não é aquela alegria falsificada, aquela que, como dizia Arthur Schopenhauer,o filósofo alemão, brota do “verniz social” que todos os homens e mulheres buscam exibir no meio social; não, absolutamente! É uma alegria sincera, de poder acreditar em algo maior do que os problemas que nos cercam (“problemas sempre existiram...”), esperança essa que está contida no som e nas letras delirantes dos Engenheiros. É um “alivio imediato”, ao menos.

Outras Frequências” é “mais um” fã clube? Não creio, mas respeito quem pensa diferente. Não é, assim como cada ser humano que o compõe não é igual (nenhum DNA é igual) ao outro, embora membros da mesma espécie. "Ninguém = ninguém." Pô, o Roger Waters fazia do Pink Floyd uma banda diferente da que é hoje; o Augusto Licks com Gessinger e Maltz fizeram os Engenheiros sobreviver às mutações dele mesmo, e ter uma espécie de "vida extra-corpórea" (maior do que os caras que o compõe, que entram e saem, etc), só possível graças ao áureo tempo do Power Trio. Assim também, nosso fã clube tem craques, seus gigantes, que o distingue não no sentido de ser superior aos outros, mas no sentido de ter sua originalidade, sua identidade, sua cara, suas raízes, sua arte!

Bem. As outras freqüências pairaram em Salvador, Bahia, e deitaram raizes num Fã Clube. Mas elas estão por aí, também, por todo o Brasil, pelo mundo, no coração daqueles que pensam parecido conosco e com os Engenheiros, e cujo foco, na infinita highway que temos ainda a trilhar nessa terra, é: “com a missão de cultivar raízes.”

Minha gratidão ao Serginho, idealizador do Blog, do Site, nosso webmaster e grande incentivador e presidente desse Fã Clube. Também sou grato aos membros da Comunidade Engenheiros do Hawaii na Bahia (Orkut). Muito obrigado pela consideração de sempre e por me acolherem, a mim e aos sergipanos e aos fãs de outros Estados, com o carisma que só o povo Baiano tem.

Por: Saulo Henrique, ex guitarrista dos Engenheiros do Hawaii Cover de Aracaju/Sergipe (1991-1993).

4 comentários:

Sérgio disse...

Cara, tu disse tudo... sem comentários, e vc escreve bem pra c******

juliana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
juliana disse...

Oiii
sou uma das milhares de fãs dos Engenheiros...
(to me sentindo uma intrusa, primeira vez aqui)

Cara, como sergio disse:
Você escreve muitoo bem...
Parabéns,
ficou muitoo massa!

Engenheiros "sem filtro na veia"

Rose Cruz disse...

Bom dia ,

Quero presentear meu namorado que é fã dos Engenheiros do Hawai, e
gostaria de saber o nome de todos os dicos ja gravados e dvds, pois quero
juntar todos e dar em um só presente, acredito que sejam mais ou menos
quinze no total. Obrigada pela atenção e aguardo resposta.Meu email é: cruz_rose9@yahoo.com.br

Rose Cruz